Translate this Page

Rating: 3.6/5 (6391 votos)




ONLINE
4




Partilhe esta Página



  

 

 

Creme dental Glister


 

VISITE NOSSO SITE:

Pixabay imagens gratuitas



CONHECENDO MELHOR OS SEUS CABELOS
CONHECENDO MELHOR OS SEUS CABELOS

ENTENDENDO SEUS CABELOS

 cabelo

Mais da metade das brasileiras transformou os cabelos.

Pesquisa:  “Brasileiras e os Cabelos” (Unilever e o Ibope).

400 mulheres, de 25 a 45 anos, das classes A, B e C, nas regiões Sudeste, Sul e Nordeste do Brasil.   58% das brasileiras estão com os cabelos diferentes dos naturais.   86% já tingiram os cabelos, sendo a cor loira a mais procurada (74%).   9 em 10 se sentem mais confiantes se os cabelos estão em ordem.   74% acreditam que um cabelo bonito e bem tratado eleva a autoestima.   37% dizem que  quando o cabelo não está “bom” não tem vontade de sair de casa.   72% gostam de cuidar dos cabelos.   37% acham que ir a um salão é uma necessidade.   Dentre as mulheres que modificaram os cabelos, 45% alisaram os fios.

ESCOVA PROGRESSIVA – Modifica a forma do fio de forma progressiva, mas ainda não está definido o processo, mas se há rompimento de ligações químicas, não é definitivo.

RELAXAMENTO OU ALISAMENTO – Modificam a estrutura do fio de forma definitiva, sendo também chamado de escova definitiva. 

 

anúnciosCONHEÇA NOSSA LINHA INTERNACIONAL DE PRODUTOS PARA OS CABELOS, CLICANDO NO LINK ABAIXO:

http://sergioliva.comunidades.net/linha-de-shampoo-satinique

O Cabelo

sld2O cabelo (do latim capĭllus) é cada um dos pêlos que crescem no couro cabeludo; são diferenciados dos pêlos comuns pela sua elevadíssima concentração por área de pele e pelo desenvolvimento em comprimento. Os fios de cabelo possuem duas estruturas separadas: o folículo ou raiz que tem sede na pele e a haste situada acima da epiderme. São constituídos principalmente de queratina, hidrogênio, nitrogênio, oxigênio e enxofre.

O cabelo humano é composto por aproximadamente 85% de queratina, uma proteína rica em aminoácidos. Em sua composição também constam quantidades menores de hidrogênio, nitrogênio, oxigênio, enxofre e outros elementos como Ferro, Cobre, Zinco, Iodo, vinte tipos diferentes de aminoácidos, proteínas, lipídios e água. Estes elementos são vitais para a saúde e boa aparência dos cabelos que sofreram ataque químico, principalmente os cabelos crespos submetidos à ação de substâncias alisantes, relaxantes e amaciantes.

OS CAPILARES SANGUÍNEOS - São muito finos e se organizam em redes complexas, entre as arteríolas e as venulas. É no interior desses capilares sanguíneos que se efeutam as trocas gasosas e nutritivas. Eles trazem os elementos nutritivos e levam os rejeitos celulares.

A inervação do folículo piloso é muito complexa, sendo constituída dos seguintes elementos:

Inervação motora do músculo eretor, inervação da papila e inervação sensitiva do cabelo.

O folículo piloso apresenta uma intensa inervação sensitiva, o que explica as dores quando o mesmo é puxado e as sensações dolorosas do couro cabeludo.

cabelo

GLANDULAS SEBÁCEAS - são sacos repletos de células claras e volumosas, com um pequeno núcleo central. São anexas a um pelo e secretam sebo.

O sebo é o resultado dessa excreção, provocado pelo rompimento dessas células carregadas de gordura, representando uma função protetora contra a agressão cutânea . O sebo é composto de glicerídio (43%), ácidos graxos livres (16%), ceras esterificadas (25%), esqualano (12%), colesterol (4%) e vestígios de Hidrocarbonetos saturados.O escoamento normal do sebo possibilita a flexibilidade e e a boa  resistência da camada córnea e do cabelo.

A PAPILA DÉRMICA E O FOLÍCULO PILOSO - A papila dérmica encontra-se na base de um saco alongado, derivado da Epiderme, que é o folículo piloso. Ela apresenta uma rica vascularização e constitui-se de uma multidão de células específicas, conhecidos como queratinócitos. A parte inferior do bulbo piloso, que é a matriz do cabelo, encerra a zona de divisão celular.

Cada célula se divide e cria uma célula filha que é impulsionada para o alto e pelo nascimento de outras células. Elas se queratinizam progressivamente na parte superior do bulbo piloso, para dar origem aos fios de cabelo. Na Epiderme, as células basais se multiplicam a cada período de 457 horas. A taxa de multiplicação das células da papila dérmica, a cada período de 39 horas, é uma das mais elevadas que se conhece. Isso explica a sensibilidade do cabelo aos diferentes agentes que bloqueiam a multiplicação celular.

cabelo

 Cutícula: é a parte mais superficial, responsável pelo brilho, maciez e a proteção dos fios. Quando não agredida, caracteriza o aspecto uniforme dos cabelos. É formada por um conjunto de placas - as escamas - que são sobrepostas uma às outras. Sua composição básica é de aminoácidos (ceramidas e ácidos graxos essenciais) e minerais.

Quando as cutículas estão fechadas, o cabelo tem aparência de saudável e bem tratado. Quando estão abertas o cabelo é frágil, quebradiço e sem brilho.

A Queratina

O cabelo tem em sua composição aproximadamente 85% de uma proteína chamada queratina, uma proteína que constitui outras partes do corpo dos animais, como unhas, bicos de aves, chifres, pêlos, cascos e espinhos. A queratina contém em sua composição aminoácidos (cistina, tirosina, arginina e citrulina) que atuam na estrutura capilar e retém a umidade. Daí a sua importância, pois a exposição dos fios às agressões químicas ou naturais (sol, cloro, água do mar e poeira) pode resultar na perda de aminoácidos. A pouca quantidade de aminoácidos dificulta a fixação dos pigmentos da coloração, anula o efeito de relaxamentos e permanentes e tira o brilho e a cor dos cabelos; provocando ainda pontas duplas, devido ao ressecamento progressivo.

cabelo

 Aplicação de placa de queratina.

  Em cada fio de cabelo, milhares de cadeias de queratina estão entrelaçadas em uma forma espiral, sob a forma de placas que se sobrepõem, resultando em um longo e fino “cordão” protéico. Estas proteínas interagem fortemente entre si, por várias maneiras, resultando na forma característica de cada cabelo: liso, enrolado, ondulado, etc.

 

 Quais os benefícios da queratina para os cabelos?

 - Melhora brilho e a textura dos cabelos;

 - Aumenta a retenção de água hidratando;

 - Auxilia na penetração e fixação de tinturas;

 - Previne a formação de pontas duplas e restaura as existentes;

 - Reduz danos causados por tratamentos químicos.

O p.H

Manter os cabelos saudáveis realmente não é fácil. Além de lavar, hidratar e cortar, é preciso ter o controle sobre a química dos fios.

 O pH, ou Potencial de Hidrogênio, é a escala que mede o grau de acidez ou alcalinidade de uma substância, podendo variar de 0 a 14. O pH normal do cabelo humano fica em torno de 4,5 a 5,5, ou seja, ligeiramente ácido. Assim se forma o manto ácido, que tem como função impedir a proliferação de fungos e bactérias no couro cabeludo, evitando irritações. Fios com pH neste grau são saudáveis e têm as cutículas fechadas (aderentes e lisas).

 Os cosméticos capilares com pH alcalino são usados para modificar a estrutura externa e interna dos cabelos, abrindo as cutículas a fim de penetrar nos fios. O pH ácido reforça a fibra capilar, age como adstringente e neutraliza os tratamentos feitos com cosméticos alcalinos.

 Ao utilizarmos produtos muito ácidos (pH entre 1 e 2), assim como produtos muito alcalinos (pH acima de 10), os cabelos “incham”, pois as cutículas se abrem. Deste modo o córtex fica mais exposto (menos protegido pelas cutículas), e é desta forma que os tratamentos químicos como alisamentos, permanentes e colorações são mais eficazes. Quando as cutículas estão mais abertas e o córtex está menos protegido, dizemos que aumentou a porosidade de cabelo.

 

anúnciosCONHEÇA NOSSA LINHA INTERNACIONAL DE PRODUTOS PARA OS CABELOS, CLICANDO NO LINK ABAIXO:

http://sergioliva.comunidades.net/linha-de-shampoo-satinique

 

 

Neste vídeo, a fantástica origem dos cabelos humanos. Clique na imagem e assista ao vídeo:

banner

QUEDA DOS CABELOS - Como certos folículos pilosos possuem ciclo de vida mais curtos que outros, aproximadamente 60 fios de cabelos caem diariamente de forma natural, enquanto outros fios surgem. Se a duração da fase telo genética aumentar em relação a fase anagenética, o equilíbrio rompe-se e os fios de cabelo caem em maior quantidade do que aquela que seria normal. A atividade pode cessar completamente e os fios de cabelo podem não crescer mais. As causas desse fenômenos são complexas e múltiplas. É preciso distinguir os fatores que desencadeiam as quedas passageiras e as quedas definitivas.

cabelo

 AS QUEDAS PASSAGEIRAS - São definidas como uma perda anormal de cabelo, porém passageira. Podem ser atribuídas a fatores, como, por exemplo, estresse psíquico (secreção hormonal alterada), estresse físico (intervenção cirúrgica, hemorragia, febre elevada), origem medicamentosa (anticoagulantes, medicamentos antitireóideos, anti reumáticos e anti micóticos), carencia de oligoelementos (Cálcio, Manganês, Zinco e Ferro).

Em caso de gravidez, as modificações mais ou menos intensas das taxas de hormônios femininos induzem um estado de repouso nos folículos. Alopecias passageiras, localizadas, como a pelada, podem explicar-se pela constituição genética, perturbações imunitárias ou por antecedentes familiares.

AS QUEDAS DEFINITIVAS - Explicam-se por uma atrofia da papila dérmica. Suas causas também podem ser múltiplas, como, por exemplo, infecções bacterianas ou micóticas do couro cabeludo, afecções dermatológicas (psoríase - doença inflamatória cronica da pele) ou um distúrbio imunológico causado pela alopecia areata (A famosa "pelada", onde determinada área do couro cabeludo fica sem cabelos).

cabelo

 

CABELOS OLEOSOS E CABELOS SECOS - A beleza do cabelo depende, em grande parte, da glandula sebácea. Ela produz e descarrega, no colo, uma substancia graxa, o sebo. O suor secretado pelas glandulas sudoríparas se mistura ao sebo para proteger e lubrificar o couro cabeludo e o cabelo.

Essa mistura recobre o couro cabeludo, mantendo a sua elasticidade e a sua resistência, lubrificando o cabelo, que ficará mais flexível e brilhante, renovando-se continuamente. Entretanto, esse filme hidrolipídeo pode tornar-se excessivamente abundante. Uma simples variação de 10% tornará o cabelo oleoso. O afluxo hormonal age sobre as glandulas sebáceas que produz o sebo em quantidade excessiva. O excesso de sebo se deposita sobre o couro cabeludo, provocando irritações, mais ou menos graves.

Procure manter os cabelos sempre soltos, evitando o uso de bonés, lenços ou qualquer coisa que abafe o couro cabeludo.

Escovar demais o cabelo ou fazer massagens constantes, estimulam a produção de sebo.

Nunca use máscaras hidrantes ou condicionadores no couro cabeludo. Use no máximo, até a metade dos cabelos.

Evite ao máximo lavar a cabeça com água quente, pois isso resseca o couro cabeludo, fazendo com que o mesmo produza ainda mais sebo.

O cloro contido na água, ao ser aquecido, também provoca irritação, levando o organismo a produzir ainda mais sebo, como proteção a esta agressão. Por isso, não fique muito tempo com a água quente caindo sobre o couro cabeludo.

Algumas mulheres podem ter excesso de hormônios masculinos, por isso, caso elas tenham oleosidade anormal, seria interessante consultar um ginecologista.

O estresse diário, bem como uma alimentação pobre em frutas, verduras e legumes, também contribuem para o aumento dessa oleosidade no cabelo.

CASPA - O causador da caspa é um fungo chamado Pityrosporum Ovale, o qual se manifesta quando há excesso de óleo acumulado no couro cabeludo. Essa disfunção pode ocorrer por fatores como hereditariedade, desequilíbrio hormonal, hábitos alimentares deficientes e pelo estresse físico e emocional, já que neste estado há uma hiper-estimulação das glândulas sebáceas.

 Este excesso de óleo no couro dificulta a sua respiração criando assim um ambiente propício para a proliferação do fungo, que passa a se alimentar do couro cabeludo. Este quadro provoca a inflamação das raízes do cabelo, gerando irritação generalizada e, assim, provocando coceira e descamação.

Os potenciais fatores causadores da caspa são: genética, alergias a alimentos, transpiração excessiva, uso de sabonetes alcalinos e shampoo com fórmula muito forte e agressiva, stress, tintura e clima.

 

anúnciosCONHEÇA NOSSA LINHA INTERNACIONAL DE PRODUTOS PARA OS CABELOS, CLICANDO NO LINK ABAIXO:

http://sergioliva.comunidades.net/linha-de-shampoo-satinique

 

Escova ou pente: Faça a escolha certa! Qual é o ideal para o seu cabelo?

Cortes de cabelo e penteados entram e saem de moda a todo o momento. No entanto, a importância dos cabelos bem arrumados para as mulheres não muda nunca. Na pressa elas podem até esquecer de colocar pulseiras ou brincos, mas jamais sairão de casa sem pentear os cabelos.

Manter os cabelos bem cuidados não é só um sinal de vaidade. Um cabelo sujo e com corte indefinido, por exemplo, transmite uma imagem de descuido com a higiene pessoal e isso não é nenhum um pouco saudável.

E para manter sempre esse cuidado, as escovas e pentes são peças fundamentais para esse tratamento capilar.
Além da importância de usar bons xampus e condicionadores, é preciso escolher também a escova certa para o seu tipo de cabelo. Não existe um modelo melhor que outro, mas tipos específicos de acordo com o resultado que se espera.

Na dúvida entre pentes e escovas, a diferença é simples e clara: pentes são ideais para desembaraçar e dividir os fios. Também auxiliam nos cortes e finalizam penteados. Já as cerdas das escovas trabalham também o couro cabeludo, além de trabalhar toda a extensão dos fios. Por isso têm por finalidade alisar e modelar o cabelo.

Entre os pentes, são muitas as opções:

fino: o pente fino pode ser usado para dividir mechas, para os processos de alisamento e coloração dos cabelos; ideal para espalhar produtos no cabelo.

pente fino

 

fino tipo garfo: por ter dentes mais longos são indicados para desembaraçar fios sensíveis, ótimos para serem usados por quem tem cabelos crespos, uma vez que soltos dão forma aos cachos.

O pente garfo é para dar forma e soltar um cabelo muito crespo, além de ajudar a desembaraçar os cabelos afros que são sensíveis. Este tipo de pente foi muito usado nas décadas de 70 e 80, quando as discotecas lançaram a moda black power.  
Os dentes largos são melhores para desembaraçar, porque não seguram os fios permitindo-os que sejam penteados sem o uso da força. As pontas dos dentes são arredondadas para que as mesmas não machuquem o couro cabeludo e não causem fissuras nos fios.  

cabelo

 A distância dos dentes tem haver com cada tipo de cabelo e até mesmo para qual trabalho está  sendo utilizado, pois nos casos do pente fino de cabo mais longo, ele geralmente é usado para trabalhos químicos, como coloração, já que ele consegue retirar finas mechas de cabelos para serem pintadas ou na separação para o brushing. 

 

dentes largos: facilitam o desembaraço de qualquer tipo de cabelo; dê preferência aos de pontas arredondadas que não machucam o couro cabeludo, por terem dentes largos não danificam o fio; perfeito para desembaraçar cabelos molhados.

cabelo

de madeira: os mais indicados para quem sofre com o frizz - os fios eriçados que dão um aspecto de desarrumação aos cabelos, pois neutralizam a estática dos fios, ajudando a diminuir o aspecto arrepiado.

cabelo

de modelação: ou pente jacaré, tem um desembaraçador no cabo o que facilita nos trabalhos com penteado, escovação ou modelagem. É próprio para esse trabalho, pois possui dentes específicos.

cabelo

 Escovação

A escovação é um processo um pouco mais demorado que apenas pentear e desembaraçar, é importante também para a saúde capilar e se aplica a todos os tipos de cabelos.

Escovar os cabelos oxigena os fios e ativa a circulação no couro cabeludo, levando mais nutrientes para os cabelos. Também eliminam resíduos como cremes e poluição. No entanto, deve ser feito sempre com os cabelos secos, do contrário quebra os fios. Sempre penteie as madeixas da raiz para as pontas, para não quebrar os fios.

Escovas podem variar no material: das cerdas, do cabo e da base; no formato e tamanho. Isso deve ser combinado às características dos cabelos e também do que se espera, e só então encontramos a combinação ideal. São muitas variáveis, mas indo por partes, encontramos a escova certa.

 Madeira e bambu

A madeira foi, durante anos, a preferida de todos por ser eficiente contra a eletricidade estática dos fios, abaixando o volume docabelo e evitando o frizz. No entanto, é preciso tomar muito cuidado: o uso prolongado da madeira, sem limpar direito, deixando fios de cabelos embolados e a umidade tomarem conta, colabora para o aparecimento de fungos que podem danificá-los. Portanto, se você prefere este material, capriche na higiene e troque periodicamente de pente.

Para desembaraçar com escova, prefira as que têm uma base almofadada, pois isso reduz o atrito com os fios e evita a quebra, bem como as pontas duplas. Algumas escovas e pentes  são ionizadas para facilitar este trabalho, sendo bem úteis na hora da chapinha.

Formatos da escova:

- redonda: feita para modelar os cabelos.

- chapada: desenhada para pentear os cabelos.

- vazada: ajuda o ar a circular, por isso é boa para pentear cabelos molhados.

cabelo

Cerdas das escovas:

- sintéticas: perfeitas para cabelos grossos, com alisamento agressivo. São ideais para cabelos crespos, cacheados e ondulados. Realçam o volume e mantêm o penteado.

- duras: devem ser usadas em cabelos mais grossos; quem tem fios finos e quebradiços, deve evitar este formato.

- maleáveis: para quem tem fios finos e delicados.

- com bolinhas nas pontas: existem para proteger o couro cabeludo.

- naturais, de crina ou pelos de cavalo: mais indicadas para cabelos lisos ou levemente ondulados. Combatem a eletricidade e não quebram os fios. Cerdas naturais de javali têm o pêlo com escamas, que distribuem a oleosidade natural ao longo do cabelo.

- ionizadas: liberam íons negativos que proporcionam brilho aos fios, pois as moléculas de água são quebradas em moléculas ainda menores, facilitando sua entrada na estrutura do fio. A umidade enriquece a estrutura dos fios, fazendo com que se tornem mais saudáveis. Além disso, neutraliza a eletricidade estática e sela a cutícula dos fios.

Base das escovas

- cerâmica: retém e distribui melhor o calor do secador, diminuindo o tempo necessário na operação e preservando os fios; a mais indicada na hora da secagem e modelagem. ideal para cabelos de comprimento médio. Com base revestida em cerâmica, cerdas 100% naturais,pinos em nylon revestidos com Turmalina e cabo emborrachado. Alisa e modela cabelos médios a espessos, diminuindo o frizz..

A Turmalina que reveste os pinos de nylon desta escova, neutraliza a eletricidade estática dos fios, emitindo íons negativos na escovação. A base de cerâmica dispensa o excesso de ar quente sobre a mecha, uma vez que ocalor retido na base ajuda a reduzir o tempo de secagem, evitando fios queimados. 

 - alumínio: produz efeito semelhante às de cerâmica, porém com menos intensidade; ideal para finalização e para cabelos ondulados.

 - almofadadas: feita em geral de borracha, amortece o atrito entre a escova e os fios, dando sensação agradável ao escovar. Também desempenha bem a função de desembaraçar os fios, além de possuir ação antibacteriana.

  • inox: mais direcionada aos profissionais, visto que devem ser usadas com prudência, pois tende a embaraçar mais os fios, aquecer e alisar os cabelos.
  •  

    anúnciosCONHEÇA NOSSA LINHA INTERNACIONAL DE PRODUTOS PARA OS CABELOS, CLICANDO NO LINK ABAIXO:

    http://sergioliva.comunidades.net/linha-de-shampoo-satinique

Depois de esmiuçar os tipos de escova, passemos aos tipos de cabelo:

Formato

- cacheados: pentes com dentes bem separados e longos.

- ondulados: escovas redondas para modelar os fios nas pontas.

- lisos: com cerdas delicadas para não quebrar o cabelo e modelos com diâmetro pequeno para fazer menos cachos.

- mega hair: precisa de uma escova específica.

- com tendência ao frizz: escova com base de cerâmica.

- oleosos: pedem pentes de madeira, inclusive molhados, para desembaraçar os fios sem quebrá-los e ajudar a diminuir a oleosidade natural.

- secos: precisam de pentes com dentes largos para não quebrar os fios e deslizar com mais facilidade

- grossos e com volume:  pedem pentes de dentes bem largos e de plástico, que são bem resistentes para e não quebram com o uso cotidiano.

- afros: podem usar pente-jacaré, com dentes em formato de gota, ou os garfos. Os cabelos afros são muito sensíveis e precisam de cuidados ao pentear para que os fios não sejam danificados.

 

Dicas gerais:

Escovas de cabelo também se desgastam e envelhecem. Por isso, devem ser trocadas com regularidade. Escovas sujas e velhas podem deixar o cabelo oleoso, além de permitir a proliferação de fungos no couro cabeludo. Siga essas orientações: 

Retire os cabelos que se acumulam na escova todos os dias.

Lave a escova com água e sabão sempre que apresentar um aspecto sujo. Se usar o LOC da Amway, a limpeza será mais profunda e rápida, sem que fiquem resíduos do produto nas escovas ou pentes.

cabelo

Seque as escovas de madeira ao sol.

Troque a escova sempre que as cerdas estiverem tortas ou que as bolinhas das cerdas de plástico tenham caído.

 

anúnciosCONHEÇA NOSSA LINHA INTERNACIONAL DE PRODUTOS PARA OS CABELOS, CLICANDO NO LINK ABAIXO:

http://sergioliva.comunidades.net/linha-de-shampoo-satinique

 Com o pente certo, seu cabelo ficará muito mais viçoso e bonito!

 Este artigo foi extraído do site: http://www.magazineluiza.com.br/PortaldaLu/verConteudo.asp?id=5987

 

 

topo